O que fazer em Itanhaém

O que fazer em Itanhaém

História e relaxamento à beira mar em Itanhaém.

A cidade litorânea traz belas paisagens e monumentos que contam a história paulista.
Entre praias e monumentos, Itanhaém é uma ótima opção para quer quem relaxar, recarregar as energias e ainda conhecer um pouco da história de São Paulo. Tudo isso com o adicional de ser bem pertinho da capital – a apenas 90 km.

O que fazer em Itanhaém
Itanhaém, no litoral sul de SP
Itanhaém conta com 14 praias – cartão de visitas da cidade, conhecidas por suas belezas naturais.

Entre as mais populares estão: Praias dos Sonhos, do Cibratel e dos Pescadores, onde o fluxo turístico é intenso, principalmente, por suas ótima balneabilidade durante o ano inteiro.

Além disso, vale a pena conferir a agenda municipal que sempre oferece shows, esportes, aulas de ginástica à beira do mar. Um ótimo programa para relaxar no final de semana.

Ali, aproveitando a maresia, um dos pontos a serem vistos é a Cama de Anchieta. Segundo a lenda, o beato José Anchieta escolheu a formação rochosa na Praia dos Sonhos para descansar e encontrar inspiração para escrever seus poemas.
Os turistas podem encontrar inspiração também no Portal Místico do Morro de Pernambuco, formação rochosa de forma peculiar que acabou ganhando a simpatia de esotéricos dos mais distintos cantos do Brasil. Fato é, independente de qualquer crença, que trata-se de uma bela paisagem para qualquer um recarregar as energias.
Após relaxar e recarregar as energias, uma dica é mergulhar na história do município. Importante patrimônio histórico, a Casa de Câmara e Cadeia tem suas origens no processo de colonização da antiga Vila de Nossa Senhora de Conceição.

O que fazer em Mongaguá

Durante a suposta data de fundação da cidade, já havia a parte inferior, onde funcionava a Cadeia. Em 1561, sofreu sua primeira reforma, quando a parte superior foi ali construída. A construção funcionou como cadeia até o ano de 1964.

Já o Monumento Paulo Leandro de Lima é responsável por prestar uma homenagem aos pescadores da região – grande atividade econômica da região. Homem íntegro, Paulo Leandro de Lima, natural de Iguape, chegou a Itanhaém em 1946 e utilizava-se da piroga, uma espécie de canoa indígena para realizar seu trabalho.
Em uma história mais recente, a cidade conta com o nome “Mulheres de Areia” escrito em suas páginas. Esculpida por Serafim Gonzalez, ator que participou da primeira versão da novela transmitida pela extinta TV Tupi, o monumento é um marco das gravações na cidade. A escultura está na Praia dos Pescadores.
Vale lembrar ainda que Itanhaém faz parte do projeto Caminha São Paulo: a rota Passos dos Jesuítas – Anchieta. Trata-se de um caminho de peregrinação e contemplação pelo litoral paulista que vai de Peruíbe a Ubatuba, envolvendo 360 quilômetros.
Passos dos Jesuítas – Anchieta é uma rota inspirada nos caminhos percorridos pelos jesuítas na segunda metade do século 16, com destaque para o poeta, professor e historiador José de Anchieta.

Roteiro no litoral: Santos, Guarujá e Bertioga

***

Como chegar em Itanhaém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *